Jesus existiu antes de todas as coisas?

Uma análise exegética e contextual mostra que Jesus não é um Ser que existiu, ou foi criado, antes do mundo. Das três afirmações cristológicas: 1) Jesus estava no céu...
Uma análise exegética e contextual mostra que Jesus não é um Ser que existiu, ou foi criado, antes do mundo. Das três afirmações cristológicas: 1) Jesus estava no céu junto de Deus; 2) Jesus foi criado, ou existia, antes de todas as coisas; e, 3) Jesus é Deus; a segunda parece ser a mais comumente defendida pelos “teólogos”. Mas, esta afirmação é falsa, como também as outras. Na verdade, Jesus não existiu antes de todas as coisas, não esteve nos céus antes de sua ascensão e nunca foi Deus, sempre foi homem. Mesmo que algumas passagens bíblicas possam, à primeira vista, levar a tal sentido, isto não se sustenta à medida que se avança por uma leitura mais detalhada e contextual. Jesus tem sua existência marcada a partir do seu nascimento de Maria, em Belém. Para defender a ideia de que Jesus já existia antes de todas as coisas, como a primeira obra de Deus, são catalogadas as seguintes passagens: João 8:58 — Antes de Abraão; Colossenses 1:15-17 — Primogênito de toda a criação; ele é antes de todas as coisas; Apocalipse 3:14 – o princípio da criação de Deus; João 17:5  — Antes que o mundo existisse; Provérbios 8:22 – Antes de suas obras; Filipenses 2:7 — Em forma de Deus. Devido a um gatilho pré-estabelecido na mente dos defensores da preexistência, uma falsa conexão de sentido é feita entre estes textos. O gatilho é ativado pela palavra “antes” e em certo grau pela palavra “princípio”. A ideia de que Jesus é antes ou o primogênito da criação, a primeira das obras e antes de tudo, também está conectada com João 1:1, e, para eles, parece sustentar que Jesus é preexistente. Ainda que seja possível, em muitos casos, fazer conexões intertextuais, elas nunca devem contrariar outras passagens bíblicas. Esta parte será dedicada a uma análise hermenêutica dessas passagens em seu contexto imediato. Isto será mais do que suficiente para reconfigurar o verdadeiro sentido delas. Uma análise hermenêutica intertextual, prepararemos oportunamente.

“Princípio”, “primogênito” e “antes”

Estas três palavras: “princípio”, “primogênito” e “antes” quando relacionadas à pessoa de Jesus são interpretadas com um mesmo sentido pelos defensores da preexistência. Estas significam, para eles, que Jesus existia ou foi criado num tempo muito remoto, antes da existência do homem, do mundo e de todas as coisas. Estaria certo isso? Tentar provar a preexistência baseado na conexão de sentido simples e direta entre estas palavras é um erro que se derivou da falsa interpretação do Logos de João 1:1 como sendo Jesus. Estas passagens não se referem ao contexto da criação, abordam outro assunto com outro sentido.

O “princípio” e o “primogênito” da criação de Deus

O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; (Colossenses 1:15) Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: (Apocalipse 3:14) Qual o sentido das palavras “primogênito” e “princípio” destas passagens? O sentido equivalente em seu contexto imediato é preeminência, importância, predominância, ascendência, primazia, superioridade, hegemonia, supremacia, império, poderio, soberania, força, domínio, governo entre outros (Veja isto em qualquer dicionário web). Jesus foi colocado nesta posição em relação a todas as demais coisas. Os contextos da carta à igreja de Laodicéia e a carta aos Colossenses são esclarecedores e indica o assunto neste sentido. Não é possível abordar todo o contexto aqui, mas alguns pontos serão suficientes para orientar nosso entendimento. Comecemos por Colossenses. A expressão “princípio de toda a criação” não quer dizer que Jesus foi criado antes da criação do mundo. Se a leitura do texto for adequadamente feita, o contexto imediatamente anterior de Colossenses 1:15 mostrará que o assunto é a chegada e a compreensão do evangelho do reino pelos irmãos da cidade de Colossos. Consequentemente, por todo o contexto, Paulo fala sobre o valor que eles devem dispensar ao evangelho. Paulo exorta para que eles continuem crescendo na sabedoria e entendimento. Diz também que este processo de regeneração pelo qual passavam era porque Deus os tirou “do poder das trevas” e os transportou “para o reino do seu Filho amado;” (Colossenses 1:13). Como visto, o texto fala de reino, de domínio, de império, de soberania. Os colossenses estavam debaixo do domínio das trevas e, agora, passam para o domínio de Cristo. O texto apresenta um sistema hierárquico. Mesmo que a palavra hierarquia não aparece no texto, o assunto é o de que um ser superior domina outro inferior. No caso, Cristo é nosso Senhor. É esta ideia que define o sentido da palavra “princípio” do verso 15 do capítulo 1. Sem dúvida, Jesus é o principio da criação de Deus, isto é, o mais importante Ser da criação, pois nEle todas as coisas foram congregadas. Veja que uma afirmação semelhante é feita pelo Apóstolo Paulo referindo-se à igreja em Efésios 2:10-15: De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; e sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos. Assim, também, em Colossenses Jesus é mostrado como o mais importante ser, o “cabeça” (Senhor) da Igreja: Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. (Colossenses 1:14-18) [Grifo nosso] Vejam que a palavra “preeminência” marca o sentido de Cristo ser “primogênito”, “antes” e “princípio”. Ele é tudo isso porque é o mais importante, o que vem antes, vem primeiro, é o maior, mais elevado na escala hierárquica. Outras passagens em Colossenses colaboram no mesmo sentido. 2:10: “E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade”. 2:15: “E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo”. Cristo não é cabeça somente da igreja, mas é também das nações. Ele exerce poder sobre todo o principado e poder. Os reinos do mundo foram criados para Ele. Diz Salmos 2:8: “Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão.” Quando Deus resolveu criar o homem sobre a face da terra, já havia imaginado que eles seriam para Jesus. Por isso, diz o verso 16 de Colossenses 1: “Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades.” Importante salientar que o verbo “criar” refere-se às coisas espirituais, como trono, principados, dominações e principados, não a céu e terra literais. A criação literal foi realizada somente por Deus. O texto ainda diz que foi criada nEle, isto é, Cristo é o motivo central e fundamento pelo qual tudo foi criado, mas não o criador. Tudo foi criado por causa dEle e para Ele, encerra o verso 16. Como metáfora, podemos dizer que é como um pai que compra um presente para o filho. Neste contexto, qual o sentido das palavras “antes”, “primogênito” e “princípio”? É o sentido de soberania, senhorio, de domínio, ou seja, Jesus é o mais importante de todos e de tudo. “Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,” (Colossenses 1:19). É com esta ideia de que Cristo é maior de todos que a Carta aos Colossenses segue dizendo: “Portanto, ninguém vos julgue [domine] pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,” (Colossenses 2:16) e “Ninguém vos domine a seu bel-prazer,” (Colossenses 2:18). “Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:” (Colossenses 2:20). [Parêntesis e grifos são nossos] A ideia de reino, domínio, soberania, hierarquia etc., está presente em toda a Carta. “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”, (Colossenses 3:2). Paulo segue pelos capítulos 3 e 4 recomendando uma obediência submissa de homens, mulheres, servos e patrões. Não é possível que apenas umas poucas palavras no capítulo 1 fugissem a este sentido e venham significar que Jesus existiu antes da criação do mundo. Definitivamente, a palavra “primogênito” aplicada a Jesus quer dizer que Ele é o mais importante do Seu reino. A outra ocorrência importante é Apocalipse 3:14: “…o princípio da criação de Deus”. Aqui cabe tudo o que foi falado acima. Não é necessário gastar energia com este texto, apenas alguns apontamentos serão suficientes. O sentido da palavra “princípio” pelo contexto imediato significa proeminência, importância. Jesus é o mais importante da igreja de Laodiceia. Ele é o seu soberano, é Ele quem já está assentado em um trono: “Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”, (Apocalipse 3:21). Entende-se facilmente que assim como a congregação de Colossos, a de Laodiceia encontrava-se com os mesmos problemas na sua relação com o mundo. Eram cidades muito próximas e, com certeza, pertenciam a um mesmo estilo de vida. Por isso, Paulo recomenda o revezamento na leitura das suas cartas: “E, quando esta epístola tiver sido lida entre vós, fazei que também o seja na igreja dos laodicenses, e a que veio de Laodicéia lede-a vós também”, (Colossenses 4:16). É significativo, então, que a igreja de Laodiceia tinha as mesmas dificuldades dos colossenses em entender a soberania de Cristo na vida dEles, e foi tomada como um exemplo de igreja insubmissa a Cristo. Fechando o raciocínio, as expressões “primogênito”, “princípio” e “antes” que aparecem nos versos 15 e 17 de Colossenses e 14 do Apocalipse 3 tem sentido de importância, supremacia, soberania, hierarquia etc. Paulo quer dizer que os colossenses deviam reconhecer a importância e supremacia de Cristo na vida deles em relação às coisas do mundo, pois tudo o que existe no mundo está debaixo de seus pés, conforme afirma aos efésios. Assim também, Jesus através da carta à igreja de Laodiceia diz o mesmo para nós. A questão toda se concentra na ideia de que o reino de Jesus devia dominar a vida deles. Não há nenhuma preocupação de Paulo em explicar aos colossenses que Jesus existia na antiguidade e criou o mundo.

 “Antes” da criação do mundo,

Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. (João 8:58) O Senhor me criou como a primeira das suas obras, o princípio dos seus feitos mais antigos. (Provérbios 8:22) Talvez, a passagem de João 8:58 seja o maior refúgio dos preexistencialistas. Sempre que são confrontados, recorrem a este texto. Para eles a palavra “antes” significa um tempo anterior. Como estão fechados na ideia de que Jesus é preexistente, não recorrem a outros sentidos. Esta forma pragmática de proceder é um grande erro. Vamos entender. A palavra grega traduzida por “antes” em João 8:58 é πριν = prin. A palavra “antes” em português tem vários sentidos. Veja isso no dicionário de sinônimos: sinonimo.com.br.[1] Dois nos interessa nesta discussão: de tempo e de importância. De tempo, temos: anteriormente, previamente, precedente, primeiro, antecipadamente, antecedente. De preferência, temos: preferivelmente, preferencialmente, melhor. “Prin” é prefixo nas palavras: principal, princípio, príncipe. Principal é o mais importante. Princípio é o que predomina. Por exemplo, princípios da química, princípios da matemática, princípios da administração. Príncipe é chefe de estado de um principado soberano. Então, qual o sentido deve ser aplicado em João 8:58? A hermenêutica deve ser nossa ferramenta para auxiliar nesta decisão. Logo abaixo, a resposta. Quanto à passagem de Provérbios 8:22 a palavra “princípio” realmente se refere a anterioridade. Não é preciso gastar tempo para explicar. A expressão “seus feitos mais antigos” define seu sentido. O que devemos esclarecer é que este texto de Provérbios não possui qualquer relação com a pessoa de Jesus. A relação que os preexistencialistas fazem é falsa. A primeira obra de Deus realmente é a sabedoria. Foi através dela que Deus realizou todas as coisas. Inclusive, Jesus, é fruto da sabedoria divina, mas não a própria sabedoria. Provérbios 8 é a descrição da característica divina presente na criação de todas as coisas. Tudo o que foi realizado por Deus é procedente de sua sabedoria. A sabedoria é a qualidade necessária para a execução de tudo. Deus aplicou sua sabedoria ao criar o universo e todas as coisas nele existente, os céus, as estrelas, a lua e o sol. O mar com todas suas espécies de vida. A terra com seus montes rios e florestas. Até mesmo o homem nada faz sem o uso da sabedoria. O engenheiro, o arquiteto, o construtor, o médico, o cientista todos precisam da sabedoria. Uma ponte, uma estrada, um edifício são feitos pela sabedoria que há no homem. Um excelente governo, a aquisição de riqueza, a prática da justiça, nada disso é possível sem sabedoria. Pessoas incautas quanto aos estilos textuais, não compreendem que a sabedoria está personificada. A sabedoria, que é abstrata, foi descrita de uma forma poética, figurativa, para que as pessoas pudessem compreendê-la. E nada neste texto liga a sabedoria à pessoa de Jesus, mas somente às obras de Deus. A técnica utilizada pelos preexistencialistas para conectar Jesus com a sabedoria de Provérbios 8 foi criar uma conexão de sentido com outros textos bíblicos não relacionados. Tais textos são: João 1:1, “no princípio estava com Deus”; Colossenses 1:15, “primogênito de toda criação”; Apocalipse 3:14, “princípio da criação de Deus”. Estes textos não se relacionam entre si. João fala da palavra de Deus, Colossenses e Apocalipse da soberania de Jesus. Qual a relação com a sabedoria? Nenhuma. Voltando à questão do “antes” de João 8:58, o contexto indica que a palavra grega “prin” (πριν) está mais relacionada com a ideia de superioridade do que anterioridade. Jesus não disse que ele existiu antes de Abraão. A palavra usada por ele é “sou”. Esta indica uma característica dEle, não tempo de existência. Jesus estava respondendo ao questionamento dos judeus que desejavam saber quem Ele era, não quando havia nascido: “Quem te fazes tu ser? (João 8:53). No mesmo verso: “És tu maior do que o nosso pai Abraão, que morreu? Vejam que os judeus estavam preocupados com a importância de Jesus. É certo que o contexto nos indica que o significado mais coerente da palavra “antes” é no sentido de superior, não anterior. Esta confusão de sentidos tem princípio no arianismo. O arianismo foi: “uma visão cristológica sustentada pelos seguidores de Ário, presbítero cristão de Alexandria nos primeiros tempos da Igreja primitiva, que negava a existência da consubstancialidade entre Jesus e Deus Pai, que os igualasse, concebendo Cristo como um ser pré-existente e criado, embora a primeira e mais excelsa de todas as criaturas, que encarnara em Jesus de Nazaré. […]”[2] O arianismo foi uma visão cristológica sustentada pelos seguidores de Ário, presbítero cristão de Alexandria nos primeiros tempos da Igreja primitiva, que negava a existência da consubstancialidade entre Jesus e Deus Pai, que os igualasse, concebendo Cristo como um ser pré-existente e criado, embora a primeira e mais excelsa de todas as criaturas, que encarnara em Jesus de Nazaré. Jesus então, seria subordinado a Deus Pai, sendo Ele (Jesus) não o próprio Deus em si e por si mesmo. Segundo Ário, só existe um Deus e Jesus é seu filho e não o próprio Deus. Ao mesmo tempo afirmava que Deus seria um grande eterno mistério, oculto em si mesmo, e que nenhuma criatura conseguiria revelá-lo, visto que Ele não pode revelar a si mesmo.[3] Ário viveu no quarto século e foi protagonista no combate aos pensamentos de Atanásio de Alexandria. Suas ideias eram positivas quanto a não igualdade entre Jesus e Deus. Mas já influenciado pelo desvio de sentido do logos de João 1:1, encarou Jesus como um ser preexistente. O arianismo é uma corrente de pensamento paralela ao trinitarianismo e tanto um como outro tem origem na discussão cristológica. Essa ideia de preexistência de Cristo é a base da doutrina da trindade.
Concluindo
Estas duas passagens que utilizam a palavra “antes”, João 8:58 e Provérbio 8:22 não tem relação entre si. Como também não há relação com a passagem de João 17:5 que fala da “glória que tinha contigo antes que o mundo existisse”. Evidentemente, o “antes” de João 17:5 se refere a tempo, mas o sujeito da oração e a glória, e não Jesus. Assim também, em Provérbios se fala da sabedoria divina, não do homem Jesus. Enfim, a palavra original grega é “prin”, traduzida para “antes”. Mas, entre os diversos sentidos de “prin” está o de superioridade. “Prin” também é prefixo de palavras que indicam superioridade, como exemplo, “principal”. Não há razões para dar crédito a uma ideia que claramente surgiu da mente dos “Pais da Igreja” e não coaduna com a palavra de Deus. Fica claro que não se pode afirmar que Jesus foi criado “antes da fundação do mundo”.
[1] https://www.sinonimos.com.br/antes/: Acessado em: 19 mai. 2018. [2] https://pt.wikipedia.org/wiki/Arianismo. Acessado em: 19 mai, 2018. [3] https://pt.wikipedia.org/wiki/Arianismo. Acessado em: 13 out. 2018.
Categorias
CristologiaPreexistênciaTEOLOGIA
12 COMENTAR ESTE POST:
  • Jesus existiu antes de todas as coisas? – ESTUDOS BÍBLICOS
    4 novembro 2018 at 8:51 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    […] [3] https://pt.wikipedia.org/wiki/Arianismo. Acessado em: 13 out. 2018. […]

  • Rose Wetzel
    9 novembro 2018 at 12:11 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    Concordo plenamente q Jesus só existiu a partir do seu nascimento de Maria, porém já ouvi pastores da Igreja de Deus pregar q ele sempre existiu, ou seja dentro da igreja q é a menina dos olhos de Deus existe divisões de entendimentos.muito triste.

  • Carolina
    13 dezembro 2018 at 10:05 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.
    * Êxodo 3:14.

    E disse Jesus: Por isso, Eu vos afirmei que morrereis em vossos pecados. Se vós não crerdes que EU SOU, certamente morrereis em vossos pecados.”
    * João 8:24.

    O irmão João em sua primeira carta, capítulo 5 versículo 20 diz: “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA.”
    * 1 João 5:20.

    JESUS É O GRANDE EU SOU, ELE É ANTES DE TODAS AS COISAS. É isso que a palavra diz continuamente, não há outro nome no qual devamos ser salvos, Jesus é!

    • Ester
      8 agosto 2020 at 5:33 AM
      DEIXE UM COMENTÁRIO:

      Pra que a gente entenda que Jesus já existia antes mesmo de ser carne, ou seja, antes de ser filho de Maria… JOÃO 6:46- “Ninguém viu ao Pai a não ser Aquele que vem de Deus; somente Ele viu ao Pai.” (Jesus se referindo a Si mesmo)

      • EdyBrilhador
        11 janeiro 2021 at 5:39 PM
        DEIXE UM COMENTÁRIO:

        Esta passagem refere-se às pessoas que acreditam em Deus, não fala de Jesus. É só acompanhar a leitura do verso anterior:

        Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que do Pai ouviu e aprendeu vem a mim. (João 6:45)

        Vistes? Aquele que aprende de Deus consegue ver a Deus. O pronome demostrativo AQUELE do verso 46 refere-se à pessoa que conseguiu aprender de Deus do verso 45, portanto, esta viu, sim, a Deus.

  • JOEL ANTIQUEIRA
    20 julho 2021 at 1:56 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    1° O que pairava nas águas na criação?
    “E o espírito de Deus pairava nas águas”: Gênesis 1: 1 – 2. -O ESPIRITO DE DEUS E O PRÓPRIO DEUS, E O PROPIO DEUS E ESPIRITO. Ruach, FOLEGO VENTO GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico. DICIONARIO-(CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico- EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM, E A CENTELHA,
    Na versão da bíblia de Jerusalém o texto diz:
    “E um sopro de Deus, pairava nas águas”. Ou “… um vento de Deus…” A BIBLIA DIS QUE DEUS E ESPIRITO NÃO UM VENTO, QUE E OS 4 GAZES QUE COMPOE O VENTO-Portanto, um sopro ou na verdade um vento de Deus era o que pairava nas águas. O VENTO E COMPOSTO DE GAZES, OS ANIMAIS TÊM O RUACH VENTO QUE COMPOE 4 GEZES OXICIGENIO E IDROGENIO ARGONIO DIOXICIDO DE CARBONO, MAS O FOLEGO DE VIDA DADO POR DEUS NO HOMEM E ESSE QUE VOLTA A DEUS POIS VEIO DELE —–2° O que Deus soprou em Adão para fazê-lo viver?
    “E Deus soprou o espírito de vida em suas narinas [fôlego] e o homem passou a ser alma [mente, ser ou personalidade] vivente” . Gênesis 2:7-E UMA CENTELHA OU FAGULHA DE DEUS, NÃO O OXIGENIO E IDROGENIO E ARGONIO QUE SÃO OS GEZ QUE FORMA O VENTO, A RESPIRAÇÃO FOI UMA COSCECUENCIA DA VIDA QUE DEUS DEU PARA O HOME. —————————–3° O que Jesus disse aos discípulos e o que fez perante eles logo após sua ressurreição? —————————-“Disse-lhe, então, Jesus segunda vez: paz seja convosco, assim como o Pai me enviou, eu vos envio a vós. E havendo dito isso assoprou sobre eles e disse: recebei o Espírito Santo”. João 20: 21–22. (QUANTO AO SOPRAR FOI APENAS UM RITUAL, JESUS PODIA NOS DIZER RECEBE O ESPIRITO E ELES RECEBERIAM). ELES RESCEBERAM O ESPIRITO DE DEUS

  • JOEL ANTIQUEIRA
    20 julho 2021 at 1:59 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    Ruach – Espírito dos Animais É interessante notar que os animais também possuem ruach, 7-FOLEGO VENTO COMPOSIÇÃO E GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico. DICIONARIO-(CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico- EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM,E A CENTELHA,Mas para diferenciar dos seres humanos e de Deus, na maioria das vezes o ruach dos animais é traduzido como “fôlego de vida”. Esta forma de traduzir também está de acordo com o sentido original da palavra. Veja estes exemplos: MAS O DO HOMEM DEUS SOPROU DANDO A SUA FAGULHA DE VIDA COMO DEUS CRIOU OS ANIMAIS?ELE NÃO SOPROU NOS ANIMAIS Composição do ar-Ar é o nome da mistura de gases presentes na atmosfera da Terra. O ar é composto de nitrogênio, oxigênio e gás carbônico.
    “Porque estou para derramar águas em dilúvio sobre a terra para consumir toda carne em que há fôlego (ruach) de vida debaixo dos céus: tudo o que há na terra perecerá.” – Gênesis 6:17. (ruach, FOLEGO VENTO, GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico). DICIONARIO (CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico-EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM,E A CENTELHA,De “toda a carne, em que havia fôlego (ruach) de vida, entraram de dois em dois para Noé na arca.” – Gênesis 7:15. DEUS NÃO SOPROU A ECENCIA DA VIDA QUE VOLTA A DEUS – NOS ANIMAIS – ECLESIASTE- 12:7 E o pó volte a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. “Porque o que sucede aos filhos dos homens”, “Sucede aos animais; o mesmo lhe sucede: como morre um, assim morre o outro, todos têm o mesmo fôlego (ruach) de vida, e nenhuma vantagem tem o homem sobre os animais…”

  • JOEL ANTIQUEIRA
    20 julho 2021 at 2:01 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    Eclesiastes 3:19 O MESMO QUER DISER A RESPIRAÇÕA O VENTO QUE OS GAZES PARA O CORPO Ruach – Traduzido como Vento, Sopro, Hálito e Respiração. OU SEJE- OXIGÉNIO,E GÁS CARBONICO,
    O CORPO VOLTA AO PÔ (OFISICO) E OS GASES SE DISPERÇAM NO ESPAÇO, AFINAL PARA QUE SE FOR CRENTE SE NÃO TEM NADA,O QUE VAI RESSUCITAR NA FILOSOFIA DESTAS PESSOAS
    A palavra ruach aparece 379 vezes em 348 versos no Velho Testamento e, embora seja traduzida como espírito em vários textos, ruach também é traduzida como fôlego de vida, vento, sopro e ar. Note que não há nenhuma interpretação particular nesta direção. Este é realmente o significado original da palavra ruach. ,OXIGENIO ,E GAS CARBONICO, Veja outras traduções possíveis, sinônimos de espírito: “… Deus fez soprar um vento (ruach) OXIGENIO, E GAS CARBONICO sobre a terra e baixaram as águas” DEUS PELO SEU IMENÇO PODER FES BAIXAR A AGUA – GENESIS-8:1 E LEMBROU-SE Deus de Noé, e de todos os seres viventes, e de todo o gado que estavam com ele na arca; e Deus fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas. “E (eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento (ruach)” CORER ATRAS DOS GASES – RUACH) OXIGENIO, E GAS CARBONICO, Eclesiastes 1:14 u.p. Eclesiastes
    1:14 Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito.AFLIÇÃO DOS GAS- RUACH) OXIGENIO, E GAS CARBONICO ”Com o hálito de Deus perecem; O DESOBEDIENTE COM O ESPIRITO DE DUES PERESCE MESMO, E com o assopro (ruach) da sua ira se consomem.COM AFORÇA DE DEUS COSSOME O INFIEL – Jó 4:9”. “Lembra-te de que minha vida é um sopro (ruach).” E CLARO QUE SOPROU UMA FAGULA DE VIDA NO HOMEM – QUANDO FALA DO ESPIRITO DE DEUS ESTA FALANDO DO PRÓPRIO DEUS,NÃO TEM DEUS MAIS O ESPIRITO DE DEUS

  • JOEL ANTIQUEIRA
    20 julho 2021 at 2:03 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    JÓ-7:7 Lembra-te de que a minha vida é como o vento; os meus olhos não tornarão a ver o bem.COMO O VENTO QUE PAÇA E NÃO TORNA VIR, PODE VIN OPUTRO VENTO MAS O QUE PASSOU NÃO VEM MAIS (ruach, FOLEGO VENTO GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico. DICIONARIO-(CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico- EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM,E A CENTELHA,)“A tal ponto uma se chega à outra que entre elas não entra nem o ar (ruach)” – Jó 41:16.VEJA QUE O TEXTO NÃO SE ENCAICHA NO ESTUDO E POR ISSO QUE AS PESSOAS SE ATRAPALHAM-JÓ- 41:15 As suas fortes escamas são o seu orgulho, cada uma fechada como com selo apertado. 41:16 Uma à outra se chega tão perto, que nem o ar passa por entre elas. (ruach, FOLEGO VENTO GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico. DICIONARIO-(CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico- EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM,E A CENTELHA,) Ar é o nome da mistura de gases presentes na atmosfera da Terra.
    O ar seco é composto de nitrogênio, oxigênio e gás carbônico.
    Todos esses gases são muito importantes para a vida na Terra.
    Está presente em todos os seres vivos. Sua obtenção se faz de forma diferente para os animais e vegetais.
    Certas plantas, como as leguminosas (o feijão, a soja), por exemplo, possuem umas bolinhas aderidas às raízes.
    São microorganismos que se juntam dessa forma e auxiliam a absorção do nitrogênio através das raízes.
    Os animais obtêm o nitrogênio por meio de alimentação.
    Gás carbônico
    Os vegetais usam o gás carbônico existente no ar para produzir seu próprio alimento. É a fotossíntese. Durante esse processo, os vegetais também produzem o oxigênio, que é eliminado para o ambiente.
    Oxigênio É essencial à respiração da maioria dos seres vivos.
    Dentro dos organismos, o oxigênio é responsável pela queima dos alimentos para liberar energia. Sem o oxigênio não haveria vida na terra. Além disso, sem o oxigênio não haveria fogo. É só na presença desse gás que ocorrem as queimas,
    João

  • JOEL ANTIQUEIRA
    20 julho 2021 at 2:10 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    João -4:23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.OS ADEPTO DA NOVA ERA TEM UMA FILOSOFIA QUE TUDO ISSO E DEUS OS VEGETAIS A AGUA (ruach, FOLEGO VENTO GAS nitrogênio, oxigênio e gás carbônico. DICIONARIO-(CENTELHA espírito humano) nitrogênio, oxigênio e gás carbônico- EU DIGO QUE O QUE DEUS SOPROU NO HOMEM FOI MUITO MAIS SUBLIME DO QUE MUITOS ERUDITOS ENTENDEM,E A CENTELHA,)
    A FORMA DO VETO Há dois tipos principais de ventos: locais e globais. Os ventos locais ocorrem a pequenas distâncias, enquanto os globais ocorrem a distâncias muito longas (em torno do globo).
    Os ventos locais são causados pelo aquecimento desigual da superfície da Terra em uma pequena região. Este fato se torna evidente na costa marítima, onde, durante o dia o solo costeiro esquenta mais facilmente do que a água. Dessa forma, o ar logo acima do solo é empurrado para cima pelo ar frio que vem das camadas mais próximas à água para substituí-lo. Temos, então, a brisa marítima.

  • joel antiqueira
    31 agosto 2021 at 1:56 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    Joel Antiqueira
    Creuzileia Duarte A Bíblia nos diz quando Jesus Nasceu? FOI GERADO DO PAI,
    Sim. Ela diz que Cristo foi gerado em Deus antes do universo ser criado. O livro de Provérbios nos conta sobre isto relatando que Ele se alegrou com Deus nos dias que antecederam a criação do mundo.
    Embora o texto de Provérbios 8:22-36 se refira a sabedoria, contudo está claro que a passagem está falando de Jesus o Filho de Deus. Podemos compreender claramente assim ao comparar com os seguintes textos: (I Cor. 1:24 Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. 1:30 Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; ——–I Cor.2:6 Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; 2:7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; 2:8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória
    Col.2:2 Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, 2:3 Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência. Onde Cristo é chamado e apresentado como, “a sabedoria de Deus”. O próprio Jesus nos disse que Ele é o Filho de Deus “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16)
    João-10:36 Àquele a quem o Pai santificou, e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?
    João3:16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.FILHA NÃO E SÕ NO SENTIDO DA CARNE MAS JESUS FOI GERAD POR DEUS ANTES DOS TEMPOS ETERNO,PRIMEIRO DEUS CRIOU JESUS DEPOIS OS AJOS,POR ISSO ELE E O PRIMOGENITO UNIGENITO DO PAI
    1 Coríntios-1:24 Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. CRISTO E CHAMEDO PODER DE DEUS E SABEDORIA DE DEUS
    2:7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A SABEDORIA E UMA PESSOA QUE E O UNIGENITO DA PAI CRISTO
    Colossenses-2:2 Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo,
    Colossenses2:3 Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.

  • joel antiqueira
    31 agosto 2021 at 1:59 PM
    DEIXE UM COMENTÁRIO:

    Joel Antiqueira
    Creuzileia Duarte A Bíblia nos diz quando Jesus Nasceu? FOI GERADO DO PAI,
    Sim. Ela diz que Cristo foi gerado em Deus antes do universo ser criado. O livro de Provérbios nos conta sobre isto relatando que Ele se alegrou com Deus nos dias que antecederam a criação do mundo.
    Embora o texto de Provérbios 8:22-36 se refira a sabedoria, contudo está claro que a passagem está falando de Jesus o Filho de Deus. Podemos compreender claramente assim ao comparar com os seguintes textos: (I Cor. 1:24 Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. 1:30 Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; ——–I Cor.2:6 Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; 2:7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; 2:8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória
    Col.2:2 Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, 2:3 Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência. Onde Cristo é chamado e apresentado como, “a sabedoria de Deus”. O próprio Jesus nos disse que Ele é o Filho de Deus “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16)

  • DEIXE UM COMENTÁRIO:

    *

    *

    RELACIONADOS

    • A “Preexistência” de Jesus Cristo

      Jesus não existiu no céu antes da fundação do mundo. Passagens usadas para defenteder tal ideia são na verdade expressões figuradas de algo que aconteceu literalmente aqui na terra....
    • Yeshua nasceu de uma virgem?

      Este estudo apresenta a versão dos Judeus Nazarenos sobre o nascimento virginal de Jesus. Para eles Jesus é descendente biológico de José em contraposião ao pensamento cristão, de acordo...
    • É Satanás um demônio?

      Qual é a visão judaica de Satanás? Ele era um anjo caído? Na Cabala era um dos Sete Anjos que estavam diante do Trono de D’us eles são representações...
    • O Alfa e o Ômega

      Por: Al Franco A afirmação feita pela tradição teológica cristã é de que o livro de Apocalipse mostra, não o Senhor Deus como o Alfa e o Ômega, mas...
    Translate »