UE pretende impedir ‘penetração russa’ na Europa, diz imprensa

A União Europeia visa impedir a “penetração russa” nos países da Europa de Leste, em especial no Báltico e na Polônia, diz o relatório da Comissão para Assuntos Externos do Parlamento Europeu.

No relatório, que será publicado pouco antes do início das manobras da OTAN no Báltico, se apela para estreitar a cooperação entre os militares da aliança e aumentar a presença no leste e sul, incluindo o posicionamento de quatro unidades de combate multinacionais nos territórios da Estônia, Lituânia, Letônia e Polônia, comunica o canal RT depois de estudar o documento.

Também se nota a necessidade de renovar as estradas e pontes para acelerar o posicionamento de forças de reação rápida. Do ponto de vista dos autores do relatório, a “abordagem estratégica geral” da Rússia deve ser reforçada. Além disso, eles declararam sobre a necessidade de desenvolver a “nova direção” Norte-Sul para garantir a mobilidade militar dos países europeus.

Segundo disse em entrevista ao RT o especialista russo Aleksei Leonkov, tais declarações são feitas em primeiro lugar para aumentar as despesas com a defesa dos países europeus membros da OTAN.

“O objetivo principal é aumentar as despesas militares, porque é muito difícil justificar as mudanças no orçamento de qualquer país europeu, em especial na verba militar”, notou ele, acrescentando que a OTAN “inventa problemas” para que os europeus apoiem não o diálogo construtivo, mas a via militarista.

A Rússia expressou repetidamente sua preocupação em meio ao aumento da presença da OTAN perto das suas fronteiras. Em abril, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a aliança militar tenta “provocar novos e incendiar os velhos conflitos no espaço pós-soviético”.O chanceler russo, Sergei Lavrov, frisou que nenhuma ação da OTAN aumenta a segurança de ninguém.

Fonte: Sputnik News

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Translate »