As Sete Divisões da Teologia Sistemática

Introdução - Capítulo II...

As sete divisões da Teologia Sistemática são Teologia, Antropologia, Hamartiologia, Cristologia, Soterologia, Eclesiologia e Escatologia.

Como as ciências naturais, as sete divisões da Teologia Sistemática são designadas por nomes derivados de palavras gregas. O estudo de Deus é chamado de Teologia, que vem da palavra grega theos, Deus; o estudo do homem é chamado de Antropologia, que vem da palavra grega anthropos, homem; o estudo do pecado é chamado de Hamartiologia, que vem da palavra grega hamartia, pecado; o estudo de Cristo é chamado de Cristologia, que vem da palavra grega Christos, o Ungido; o estudo da salvação é chamado de Soterologia, que vem da palavra grega soteria, salvação; o estudo da igreja é chamado de Eclesiologia, que vem da palavra grega ecclesia, igreja; o estudo do futuro é chamado de Escatologia, que vem da palavra grega eschatos, as últimas coisas.

A Teologia Sistemática começa com a doutrina de Deus e conclui com a doutrina do futuro. Uma divisão da Teologia Sistemática naturalmente leva à outra, e coloca a base para as divisões seguintes. Nossos pensamentos viajam numa ordem lógica de doutrina em doutrina – Deus, homem, pecado, Cristo, salvação, a igreja e o futuro.

As sete grandes divisões da Teologia Sistemática na ordem apropriada são:

  1. Teologia – a Doutrina de Deus
  2. Antrolopologia – a Doutrina do Homem
  3. Hamartiologia – a Doutrina do Pecado
  4. Cristologia – a Doutrina de Cristo
  5. Soterologia – a Doutrina da Salvação
  6. Eclesiologia – a Doutrina da Igreja
  7. Escatologia – a Doutrina do Futuro

Teólogos têm classificado as doutrinas da Teologia Sistemática de várias maneiras. John Calvino escolheu as quatro divisões do Credo Apostólico para a estrutura de sua obra Institutas da Religião Cristã. Muitos trinitários têm agrupado todas as doutrinas debaixo dos títulos Teologia, Cristologia e Pneumatologia relativamente a Deus, Jesus e o Espírito. Alguns teólogos têm escolhido o estudo de Cristo como seu ponto de partida. Outros começam com a doutrina do homem para depois concluir com a doutrina de Deus. Outros métodos de classificação das doutrinas incluem o método alegórico, no qual o homem é retratado como um errante perambulando em busca de sua habitação eterna, e o método histórico, tratando da história de redenção. À vista destes métodos, nós sentimos que as sete divisões que listamos formam o arranjo mais natural e lógico para a classificação das doutrinas da Teologia Sistemática.

O arranjo em sete partes da Teologia Sistemática é a ordem em que estas doutrinas recebem especial atenção na Bíblia. O Velho Testamento apresenta bastante material sobre a natureza de Deus, a natureza do homem e a origem do pecado. As doutrinas de Cristo, salvação, igreja e futuro são enfatizadas sucessivamente no Novo Testamento.

Podemos encontrar esta ordem de tratamento, de forma extensiva, nos primeiros capítulos de Gênesis. Gênesis 1 começa com Deus e descreve Sua obra da criação. Gênesis 2 relata a formação do homem. Gênesis 3 retrata a origem do pecado. Gênesis 4 tipifica Cristo e Sua morte na história do sacrifício de Abel. Os primeiros 4 capítulos de Gênesis, portanto, apresentam sucessivamente as quatro divisões da Teologia Sistemática, chamadas de Teologia, Antropologia, Hamartiologia e Cristologia. Se alguém quiser dar continuidade, talvez encontre dicas de salvação, da igreja e do futuro na tipologia presente na história do dilúvio.

O arranjo das sete divisões da Teologia Sistemática coincide também com a ordem da ênfase nas doutrinas durante as grandes controvérsias nos sucessivos períodos da história da igreja. A doutrina de Deus, homem e pecado foram objeto de controvérsia durante os primeiros cinco séculos da história da igreja. O período da Reforma deu especial atenção para as doutrinas associadas à salvação e à igreja. Escatologia, a divisão conclusiva da Teologia Sistemática, recebe especial atenção neste período também conclusivo da era da igreja.

Print Friendly, PDF & Email
Categories
PARTE 0 - Introdução
3 Comments on this post.
  • A Natureza e Importância da Teologia Sistemática – TEOLOGIA SISTEMÁTICA
    19 junho 2021 at 12:29
    Leave a Reply

    […] Veja o capítulo anterior | Esta é o capítulo 1 | Veja o capitulo seguinte […]

  • REOBE
    7 fevereiro 2022 at 19:54
    Leave a Reply

    MUITO EDIFICANTE ESSE ESTUDO NUMA LINGUAGEM SIMPLES E COMPREENSSIVEL,DEUS ABENCOE ESSE MINISTERIO

  • Jorge Candido Gabriel
    25 julho 2022 at 18:52
    Leave a Reply

    O mais prático e nos moldes de a ser aplicado para iniciantes.
    Sabendo que mesmo os mais cultos não podem deixar de constantemente rever tal conteúdo.

  • Leave a Reply

    *

    *

    Translate »
    %d blogueiros gostam disto: